tratamentos

As microvarizes podem ser tratadas com micro cirurgia associado a técnica de Escleroterapia.

O tratamento de escleroterapia é um tratamento sem cirurgia. O médico Cirurgião Vascular avalia e identifica o calibre da veia e dependendo do caso pode se optar pelas aplicações de medicamentos esclerosantes que promovem o desaparecimento dos vasinhos.
É feito usando uma agulha muito fina associado e não causa dor significativa.

Paciente com poucas varicoses ou pequenas varizes pode necessitar de 2-5 sessões para total tratamento.

Em casos muito intensos o tratamento é de duração imprevisível, necessitando de várias sessões para proporcionar um resultado desejado.

Geralmente podem aparecer novos vasos em alguns meses ou ano, caso exista fatores predisponentes.

Orientações Pós Escleroterapia:
• Uso de atadura elástica por 2-4 horas após a sessão,
• Uso de meia elástica medicinal com compressão leve durante 2-3 dias.
• Não tomar sol por um período mínimo de 15 dias.

Em nossa opinião tal tratamento, salvo raríssimas exceções, não deve ser
realizado em veias de maior calibre ou extensão devido a possibilidade de
flebites e hipercromias.

Dúvidas sobre cirurgia de Varizes FAQ

Vou ficar com muitas cicatrizes na perna?
Não. As varizes e microvarizes são retiradas por orifícios de 1milímetro feitos na pele. Os cuidados durante e depois da cirurgia garantem uma boa cicatrização e a eliminação das marcas.

Quanto tempo terei que ficar de repouso após a cirurgia?
Varia de um dia (pequenas áreas da perna, tratadas na própria clínica com anestesia local) a quatro semanas. Por exemplo, cirurgias grandes sem a retirada de veias safenas requerem poucos dias de repouso. Em casos complexos, de veias de grosso calibre, recomenda-se de duas a quatro semanas.

O pós operatório é muito doloroso?
Geralmente não. Este tipo de cirurgia evoluiu muito nas últimas três décadas. Cortes, pinçamentos de veias e pontos foram substituídos por pequenas perfurações na pele, “pesca” das veias com agulhas de crochê e fitas adesivas, respectivamente. Desta forma a agressão é mínima.

Por onde passara o sangue que circulam pelas veias que serão removidas?
As veias varicosas não funcionam corretamente e fazem com que o sangue circule no sentido errado. Quando essas veias são retiradas, a circulação vai melhorar. O sangue vai circular pelas outras veias.

É um cirurgia de alto risco?
É um procedimento cirúrgicos de menor risco realizado em salas cirúrgicas preparadas com aparelhos automáticos – obrigatórios por lei – que monitoram os dados vitais durante a cirurgia trazendo mais segurança ao paciente.

Que tipo de anestesia é feita na cirurgia de varizes?
Algumas pequenas veias podem ser extirpadas sob anestesia local. Cirurgias maiores requerem anestesia mais ampla, geralmente peridural ou raquianestesia. Em ambos os casos, pode-se associar uma sedação, visando maior tranqüilidade e conforto do paciente.

Dúvidas sobre Escleroterapia FAQ

O que é escleroterapia?
O termo escleroterapia deriva de “escleros”, que em grego significa endurecer.
Existem vários tipos de escleroterapia, sendo as mais utilizadas a química (injeções) e a térmica (laser).

Qual o melhor produto esclerosante?
Em medicina é difícil definir o melhor ou pior. Nós acreditamos que o melhor seja aquele que trate o vaso sem o risco de úlceras pós-escleroterapia. A glicose e o polidocanol são os produtos considerados como nosso líquido ideal.

A glicose além das vantagens diretas, tem a vantagem de ser um produto natural e, portanto, não causa reações sistêmicas ou anafiláticas.

Porque as vezes o tratamento não funciona?
Muitas vezes os “vasinhos” têm uma veia maior nutridora, que impede o sucesso imediato do tratamento. Nesses casos a solução é a retirada da veia nutridora com cirurgia, utilizando a técnica da agulha de crochê. Ainda, em alguns casos existe o acometimento de veia(s) safena(s).

Quais os tratamentos mais indicados?
Varizes e microvarizes: cirurgia.
Telangiectasias (conhecidas popularmente como “vasinhos”): escleroterapia com injeção de substância esclerosante.

Escleroterapia tem riscos?
Sim, o líquido esclerosante é injetado dentro da veia e cai na corrente sanguínea.
Qualquer medicamento pode provocar alergia/choque anafilático, principalmente se injetado via endovenosa. Outra complicação é a úlcera pós-escleroterapia. Para evitar essas complicações, a escleroterapia deve ser feito por especialista: Cirurgião Vascular.

Devo evitar o Sol após escleroterapia?
Sim. Evite a exposição ao sol por uns 15 dias logo após a aplicação, para que não ocorram manchas escuras (hipercromia) no trajeto da variz em tratamento. Caso tenha que se expor ao sol, será conveniente usar um bloqueador ou filtro solar nesta região.

ATENÇÃO!
As informações oferecidas por este site não substituem o acompanhamento dos médicos especialistas em Cirurgia Vascular, Cirurgia Plástica e Dermatologia.

CopyRight © 2011 - 2005 . Clínica Jardins- Todos os direitos reservados. | www.clinicajardins.com | Incluir aos favoritos | BRASIL

Clínica Jardins - Rua Carlos Martins - 846 - Jardim Camburi, Vitória - ES Tel: 27 3237 2302
Diretor Técnico: Eric Teixeira Gaigher CRM-ES 7365